TAG: MORANDO SOZINHA

Gente, resolvi tirar as teias de aranha do blog e postar uma tag muito legal que achei em outros blogs e se chama: MORANDO SOZINHA:

As perguntas da tag são:

1- Como foi sair de casa? Conte a sua história!
2- Qual é a coisa que você mais gosta de morar sozinho?
3- Qual é a coisa que você menos gosta de morar sozinho?
4- Como foi o planejamento para sair de casa?
5- Quanto custa morar sozinho?
6- Qual é o melhor jeito de fazer amizade com os vizinhos?
7- Já teve algum problema com seus vizinhos? Como foi?
8- Qual é o maior perrengue que você passou morando sozinho?
9- Qual é o caso mais engraçado que você passou morando sozinho?
10- Foi solitário sair da casa dos seus pais e morar sozinho?

DIY: Varal de Fotos

Meu quarto é totalmente branco. Preferi assim pra que os detalhes, o objetos do quarto, fizessem a diferença. Para dar um pouco mais de alegria ao quarto, resolvi fazer um VARAL DE FOTOS, algo barato, simples e que todo mundo pode fazer.

Material: 

– Barbante;

– Pregadores ou Mini-Pregadores;

– Fita adesiva;

-Fotos.

collage

Esse tipo de varal é muito bom, porque não danifica a parede da sua casa. No meu caso, eu já tinha um prego na parede, mas no resto eu usei a fita adesiva para grudar a deu super certo sim. Todo os materiais são baratos. E os mini-pregadores, achei na Le Biscuit por menos de 3 reais, mas você pode usar os pregadores de roupa mesmo, sendo interessante decora-los de alguma forma pra ficar mais divertido.

O lance mesmo é pegar fotos divertidas, usar da criatividade. Além de simples e fácil, dá um charme a mais para o quarto.

Primeira vez na cozinha #02 – Brigadeiro SEM leite condensado.

Vontade de comer brigadeiro, chocolate é algo que, pra mim, não deve ser deixada de lado. A vontade estava gigante mesmo e aqui em casa não tinha leite condensado, então o jeito foi usar da criatividade. Procurando vídeos no youtube, eu vi que muitas pessoas usam o cacau em pó e eu também não tinha. Então pra você que também não tem, resolvi fazer esse brigadeiro sem leite condensado e com achocolatado em pó.

Ingredientes:

collage

200 ml de Leite;

4 colheres de Achocolatado em pó;

2 colheres de Açúcar (não muito cheias, gente, achocolatado em pó já tem açucar!);

2 colheres de sopa de Margarina (ou manteiga).

Quer saber como fazer passo a passo? Assiste ao vídeo! Espero que vocês gostem!

O brigadeiro ficou simplesmente uma delícia! Não ficou enjoativo, a única desvantagem é que demorou  25 minutos para ficar pronto e realmente não pode parar de mexer, mas vale a pena, porque o sabor é maravilhoso!

collage2

PRESENTE: Ovo de Páscoa “O pequeno príncipe” da Cacau Show!

Nessa época de páscoa, embora ela exista um significado que vai além – bem além mesmo – de chocolate, é extremamente comum ver o corre corre do pessoal em busca dos ovos mais criativos, com todo tipo de brinde, etc. E vamos ser sinceros quem não gosta de C H O C O L A T E? Seja na páscoa, ano novo, dia das crianças, não importa a data comemorativa, parece que toda hora é hora! rsrsrs.

Imagina então juntar chocolate com o seu livro, no caso, o personagem do seu livro favorito?! Pois bem, pela segunda vez eu tive o privilégio de ganhar o ovo de páscoa do Pequeno Príncipe!

Ano passado eu ganhei de uma grande amiga esse ovo de páscoa, que veio com uma luminária linda e esses chocolates, que veio com um colar que tinha como pingente o pequeno principe:10274283_570048929769838_4624316673779506647_n

Esse ano, ganhei do namorado e estou completamente apaixonada! Gente, o sabor do chocolate é delicioso, é claro, isso nem se questiona. Ganhar chocolate da cacau show já é bom, imagina quando o tema é “O pequeno Príncipe”?! Um sonho!

collage

Amei, amei! Obrigada, amor, agora é só engordar! ❤

Primeira vez na cozinha #01 – Frango Xadrez

Dentre as muitas tarefas que minha mãe fazia, uma delas, era cozinhar. Se bem que nem é pra ser considerado tarefa, e sim, arte, quando lembro que ela faz os melhores pratos mundo! Morar sozinha também é fazer sua própria comida e isso vai além de miojo. Ser universitária também é sinônimo de não ter dinheiro, então não dá pra comprar o almoço pronto todos os dias, então o jeito é se virar. Então a primeira receita que tentei fazer e deu certo foi essa: Frango Xadrez ou algo parecido com isso que ficou mega delicioso! Como sei, que como eu, existem outras pessoas da minha idade morando só e sem nenhuma experiência na cozinha, resolvi compartilhar a “receita”, então, vamos lá!

FRANGO XADREZ (OU ALGO PARECIDO COM ISSO)

IMG_20150228_131014062_HDR

(Receita pra duas pessoas)

Ingredientes: 

1 Filé de peito de frango;

1/2 de limão;

1/2 de tomate (sem sementes em cubos);

1/2 de cebola (em cubos);

2 dentes de alho; (É assim que fala mesmo?)

Coentro (a gosto);

Sal (a gosto);

1 colher de café de Açafrão em pó;

1 colher de café de Colorífico; (Vou confessar que conhecia por colorau, então…)

MODO DE PREPARO:

Corte o filé de peito de frango em cubos. O interessante é que se compre o filé mesmo, sem aqueles ossos pra não dá tanto trabalho assim. Após isso coloque-o em uma vasilha com um pouco de água e esprema o limão em cima dele, como se tivesse lavando-o, então reserve.

IMG_20150228_113757964_HDR   IMG_20150228_114113212_HDR

Depois pegue o Coentro, Cebola, Tomate e Alho e corte-os em cubos. O ideal é cortar pequenininho. Depois reserve-os.

 IMG_20150228_115559352_HDR editado   IMG_20150228_120547158_HDR

O que se faz agora é pegar panela e colocar um “fio de óleo” – como minha mãe fala – ou seja, colocar um pouquinho de óleo, porque o que se deve fazer é refogar a cebola, o tomate, o coentro e o alho. Lembrar que do tomate vai sair uma espécie de água, o que é normal. Vá mexendo com um garfo e em seguida acrescente o açafrão, o colorífico, sal e meio copo americano de água.  Mexa novamente.

Açafrão, Corante, Sal editado

Após retirar todo aquele limão com água do frango, coloque-o na panela.Mexa bem, misture tudo e deixe no fogo médio. É interessante que a água esteja cobrindo todo o frango, caso não esteja, acrescente um pouco mais.

IMG_20150228_123450730

Agora o que importa é essa água ir “secando”. Sempre que puder vá mexendo bem. O frango estará pronto quando tiver pouquíssima água, mas não deixe secar tudo, senão pode queimar.

Sai de casa e agora?

Eu nunca, nunca acreditei mesmo que um dia iria sair de casa antes de me casar, embora já tivesse o desejo de saber o que é morar só, contas pra pagar, almoço pra fazer, casa pra arrumar. Mas não foi a vontade de me aventurar que me levou onde estou hoje e sim a necessidade. Continuar o curso que queria na universidade que eu realmente queria me levaria também a enfrentar situações, medos, a nova realidade.

Tudo isso já começou e já me fez ver que talvez eu tenha que me virar em mil pra fazer tudo o que tenho que fazer. A roupa não se lava só, a comida não aparece na mesa quando você sente fome e se você não varrer, passar pano a casa vai sim encher de poeira! (E junto com tudo isso ter que estudar.) Não tem jeito, vida de gente grande é assim e não que eu já tenha vivido de tudo, já consiga dar conta de tudo – a verdade mesmo é que às vezes da vontade jogar tudo pro alto – , mas a vida não vai esperar que a gente se sinta vontade pra isso, o lance mesmo é aprender com dia-a-dia, quem sabe errando ou ligando pra mãe pra perguntar como se prepara uma carne haha. Enfim, se eu estava pronta ou não para essa nova fase, eu não sei, mas aqui estou vivendo um dia de cada vez, aprendendo que nada vem fácil, mas sabe, vai valer a pena.

IMG_20150228_154003815_HDR

Acúmulos.

Quando soube, quis quebrar o porta-retrato que me deu, a caneca em cima da escrivaninha e o pote de biscoitos. Quando senti, quis bater a porta do carro com força, fechar a porta na sua cara e gritar para o mundo a minha revolta não entendida. Eu quis sair do emprego, trancar o curso da faculdade e ir embora sem rumo numa madrugada e sem dia pra voltar. Quis arrancar essa dor de mim e jogar pra você pra te fazer sentir minha dor.

Pedi pra raiva me consumir e o rancor transbordar no meu coração. Desejei não ter nascido, pensei em por um fim em tudo. Mas eu só chorei. Engoli tudo e morri por dentro. Não resta mais nada.

O poder dos 20.

A vida me pegou de jeito nesses últimos meses. Confesso que a ideia não havia me agradado muito no início, mas essa tal de vida tem um jeito meio encantador de nos seduzir e pegar pela mão para nos proporcionar o que há de melhor e também o que há de pior. E eu fui, de olho fechado, me permitindo sentir e viver coisas que até um tempo atrás nem sabia que existia.

Não digo que estou aproveitando do meu tempo mínimo para descobrir coisas novas pelo mundo afora, – já que a vida também se encarrega de me dar milhões de responsabilidades – eu estou me descobrindo e vendo que não era nada daquilo que pensava que fosse. Não sei que se a idade ajudou, mas a minha disposição para algumas coisas sumiram e para outras parece que ela é exclusiva. A carinha de criança tranquina vem sumindo e dando lugar a um rosto no qual ainda não sei definir bem.

Confesso que mudei. Os 20 me trouxe um modo de ver o mundo extremamente diferente e tenho me permitido enxergar assim, agir assim. Eu vi, ouvi, senti mais do que queria ou podia, mas a minha ambição por coisas novas me tem feito ir mais além. Eu posso mais do que penso.

Vontades.

Eu quero conhecer todas as suas histórias. Quero te ouvir falar do que aconteceu quando ainda nem nos conhecíamos e também do que se passa na sua mente, quando você fecha os olhos. Quero ser tua cúmplice em todos os teus sonhos, mesmo que eles pareçam utópicos para mim, apenas segure a minha mão e estarei com você. Não se importe com as minhas inconstâncias, só, por favor, não diga que vai embora e que já é muito tarde pra insistir. Mas se eu quiser fugir, por favor, me abrace e não me largue mais, nunca mais. Me abrace e diga que se eu passar por aquela porta, você irá comigo também. Diga que vai tentar comigo também, que não precisa ser assim com esses desencontros, não dessa vez.

Me deixa dividir com você todos os meus medos, todas as minhas tristezas. Me deixa de dizer que naquele dia eu chorei por medo de não te ter ao meu lado quando acordar. Me deixa mostrar que os meus melhores abraços, meus melhores beijos pertencem a você. Perdoa o drama, perdoa as bobagens ditas, perdoa os medos, só não desiste de mim, tá?tumblr_l83zj0AhGq1qzwaddo1_500_large

Terceira pessoa.

E engoliu a seco cada palavra que ouviu. Como se não bastasse a vontade de vomitar pelo gosto amargo do arrependimento, prometia a si mesma que não ia chorar, não dessa vez. Não sabia o que era pior: a raiva ou o desgosto. Tudo parecia tão confuso, tão horrível, mas principalmente tão igual as outras situações já vividas em outras épocas. A história era a mesma, só mudavam os personagens, ou melhor, seria ela a personagem principal dessa tragédia. Condenada a viver sempre a mesma história e a sentir sempre a mesma dor.

1